Como milhares de pessoas se reinventaram com o e-commerce?

Publicado em: 27 de março de 2023

Como milhares de pessoas se reinventaram com o e-commerce

Como milhares de pessoas se reinventaram com o e-commerce?

Durante a pandemia do corona vírus, milhares de pessoas se reinventaram com o e-commerce. Só em 2021, o crescimento deste mercado foi por volta de 27% até Fevereiro, e ao final do ano bateu os 48,4% em comparação com o ano anterior.

Segundo a Neotrust, até o início de Fevereiro de 2021, o e-commerce brasileiro faturou por volta de R$ 161 bilhões de reais.

De acordo com o Emarketer, o Brasil é líder no mercado de vendas online na América Latina e é o que mais tem crescido proporcionalmente no mundo.

Atrás do Brasil, podemos encontrar Argentina e México, que estão entre os mercados online que mais cresceram no ano de 2021.

Quais são as perspectivas do e-commerce no país?

De 2021 para cá, o eMarketer estimula que a América Latina se manterá na liderança do varejo eletrônico em questão de crescimento. Sendo assim, a expectativa é que o crescimento seja de aproximadamente 25,6%.

O brasileiro sempre gostou de comprar online para otimizar seu tempo e por encontrar preços mais atrativos do que em lojas físicas. Na pandemia essa situação só aumentou, isso porque as lojas fecharam por algum tempo e muitas pessoas ficaram desempregadas.

Sendo assim, as pessoas que moram no país tiveram que encontrar alternativas rápidas e práticas para continuar pagando as suas contas. Foi assim que ocorreu o BOOM do E-commerce. Isso porque é um mercado prático, que exige baixo investimento inicial, e que é possível fazer sem sair de casa.

Hoje em dia qualquer pessoa pode vender online. Muitas pessoas anteriormente já o faziam através da plataforma do Mercado Livre. Hoje há outras alternativas também, como é o caso do Ali Express, Shopee e Market Place no Facebook.

Além disso, há diversos sites que trazem para você lojinhas personalizáveis com layouts e designs já pré-definidos.

Segundo uma pesquisa, mais de 62% dos brasileiros que utilizam a internet de 18 até 73 anos, compram mais pela internet do que em lojas físicas.

Os brasileiros compram muito mais pelo celular

Os brasileiros compram muito mais pelo celular

Veja abaixo Como milhares de pessoas se reinventaram com o e-commerce e 7 passos do que você deve fazer

1. Planeje o seu negócio

Para você fazer acontecer, o primeiro passo é que você tenha tudo muito bem definido. De início você deve planejar quanto irá investir, e o quanto pode ser investido para a criação do e-commerce, você deverá pegar este valor e dividir por 12. Desta forma, você saberá quanto será o seu investimento mensal dentro do período de um ano.

Além disso, você deve ter em mente que junto aos gastos fixos, você ainda terá que desembolsar dinheiro para possíveis imprevistos. Deverá estar pronto(a) para tudo.

Caso o trabalho seja realizado em um escritório com alguns funcionários, deve-se levar em conta de que tenham mais gastos, como aluguel, luz, água e salários.

Dentro do planejamento você ainda deve ter bem definido qual será o seu nicho, segmento e público alvo, e quem são os seus concorrentes.

Com tudo definido você terá a base que precisa para começar o seu negócio.

2.Escolha uma plataforma de E-commerce adequada para começar a trabalhar

Uma boa plataforma será fundamental para que você consiga oferecer a melhor experiência para os seus clientes.

Algumas proporcionam para você toda a jornada que você precisará, desde a montagem da loja e das vitrines até as formas de pagamento e o checkout.

Lembre-se: Você precisará deixar o e-commerce o mais completo possível, principalmente na hora de colocar as informações sobre os produtos. Dentro do seu site é importante também que tenha um suporte online para os clientes.

Verifique se a plataforma escolhida contém plataformas de SEO, para que você possa destacá-la em seu site e em outros mecanismos de busca. Você também deverá trazer para o cliente um layout responsivo e único, para que o seu site adapte-se tanto para Desktop, quanto para mobile. Isso porque, em sua maioria, as pessoas realizam as compras via Smartphone.

3. Escolha as formas de pagamento

Este é o próximo passo para que você evolua com o seu e-commerce. Isso porque, para as formas de receber você precisará de um planejamento prévio. Você pode optar por três maneiras de pagamento. A primeira é a do intermediador de pagamento, onde você paga uma taxa fixa por mês para cada transação. Com isso, o valor é transferido para a sua conta e são descontadas as taxas pela utilização do serviço.

A segunda forma de pagamento é o gateway. Com ela você pode conectar sua loja à agentes financeiros. Essa é uma alternativa mais avançada, isso porque já está diretamente integrada ao sistema da loja. Sendo assim, o cliente escolherá a bandeira do cartão e colocará os seus dados. Após isso, a rede de cartões de crédito confere se libera ou não o pagamento.

4. Invista para que os clientes se sintam seguros com o e-commerce

Investir na segurança do e-commerce, é de suma importância que você garanta ao seu cliente que o seu site é seguro e não um golpe. Isso porque, lojas sem credibilidade causam objeções na hora do cliente realizar a compra. Se você deixar o seu site inseguro pode ocorrer invasões hackers e nessa todo mundo perde dinheiro, tanto o seu cliente quanto você.

Além disso, passar por essa situação pode manchar a sua marca. Seu cliente nunca mais comprará lá e poderá achar que quem aplicou o golpe foi você, até que se prove o contrário.

Existem diversas ferramentas para evitar fraudes de e-commerce. Desde a validação do código de segurança de cartões até o rastreamento de origem da entrega de cada compra.

É possível que você faça a comparação entre os dados do cartão e os do endereço do comprador.

5. Faça conteúdos de segurança em seu e-commerce

Como citamos acima, é importantíssimo que você deixe tudo bastante esclarecido para o seu cliente. Este é o caso da descrição de seus produtos, páginas institucionais e blog (caso tenha).

Não aceite apenas as informações que o seu fornecedor te passou, busque produzir conteúdos originais por conta própria.

Ter um conteúdo de qualidade poderá trazer pessoas que não conhecem a sua maraca para o seu funil de vendas.

Tenha uma boa operação e logística

Tenha uma boa operação e logística

6. Tenha uma operação eficaz e uma logística ágil

Preparar uma operação de logística de bom grado em seu e-commerce, faz com que a sua loja funcione da melhor maneira possível. Ter uma operação boa significa: Entregar no prazo e cliente satisfeito.

Busque por transportadoras que cumpram o seu prazo de entrega e que cobrem um valor que você pode investir. Isso porque, além das cobranças feitas pela transportadora ainda terá o valor do frete embutido.

7. Utilize diversas estratégias de marketing

Com certeza você já ouviu falar que o Marketing digital é o futuro, correto? Você pode investir em diferentes ações de marketing, dentre elas e-mails marketing com banners e promoções de seu e-commerce. Além disso, você pode promover campanhas de tráfego e impulsionamentos para seu site ter mais acessos e engajamento.

E assim, sua marca também ganhará mais reconhecimento.

Você está pronto para ver os seus

RESULTADOS DECOLAREM?

Fale agora com nosso time e agende um mapeamento gratuito de todas as oportunidades digitais disponíveis para o seu negócio.
Image
Image